Mais 168 adicionados aos geoglifos misteriosos no sul do Peru

Mais 168 adicionados aos geoglifos misteriosos no sul do Peru

Foi anunciado que 168 novos geoglifos, principalmente figuras humanas e animais, foram descobertos no sul do Peru.

O anúncio da descoberta foi feito pela Universidade de Yamagata, no Japão, em 9 de dezembro de 2022.1

Geoglifo: Motivos que geralmente são maiores que 3-4 metros e criados na terra de várias maneiras.

Segundo o comunicado, uma equipe de pesquisa liderada por Masato Sakai, professor de antropologia cultural e arqueologia andina, descobriu 168 novos geoglifos perto de Nazca, no sul do Peru. A pesquisa, realizada em colaboração com o arqueólogo peruano Jorge Olano, é baseada em estudos de campo e fotografias aéreas de junho de 2019 a fevereiro de 2020.

Yamagata University

De acordo com um comunicado de imprensa da Universidade de Yamagata, acredita-se que os geoglifos tenham sido criados entre 100 aC e 300 dC, aproximadamente entre 1700 e 2100 anos atrás. A razão mais importante pela qual os geoglifos não desapareceram por tantos anos são as condições climáticas secas e sem vento que prevalecem na região.

Até 2018, 190 geoglifos foram descobertos durante pesquisas de campo na região, cortesia do Ministério da Cultura do Peru. Assim, o número total de geoglifos descobertos chegou a 358.

Yamagata University

A maioria dos geoglifos são do tipo positivo

Os estudos dividem os geoglifos em dois grupos de acordo com o método de sua criação: tipo linear e tipo de relevo. Os geoglifos do tipo linear são criados escavando a superfície. Esse tipo de geoglifo também é chamado de geoglifo negativo. No tipo de relevo (geoglifo positivo), o motivo é formado pela combinação de materiais que irão contrastar com a cor da superfície.

As linhas de Nazca previamente descobertas eram do tipo linear (negativo). No entanto, apenas cinco dos geoglifos descobertos recentemente são desse tipo. Os 163 geoglifos restantes consistem em motivos do tipo relevo (positivo) e geralmente têm menos de 10 metros de diâmetro. Muitos deles podem ser vistos do chão.

As incertezas sobre o propósito de fazer os geoglifos continuam. Ainda não há consenso entre os pesquisadores. Alguns associam os geoglifos à água, enquanto outros acham que podem ter sido desenhados para fins astronômicos ou ritualísticos.

Linhas podem estar em perigo

Os cientistas estão preocupados que as linhas de Nazca possam ser danificadas em um futuro próximo pela erosão, poluição e turismo. Muitos arqueólogos acreditam que as mudanças nas condições climáticas devido ao aquecimento global também afetarão as linhas de Nazca. A profundidade das linhas de Nazca é de cerca de 10-30 cm. Portanto, afirma-se que as linhas estão desprotegidas contra possíveis chuvas fortes.



  1. “168 New Geoglyphs Discovered on the Nasca Pampa and Surrounding Areas“, Yamagata University, December 9, 2022^
Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments