Descobertas interessantes desenterradas na Espanha mostram que alguns neandertais acumularam crânios de animais

Descobertas interessantes desenterradas na Espanha mostram que alguns neandertais acumularam crânios de animais

Descobertas interessantes desenterradas na Espanha mostram que alguns neandertais acumularam crânios de animais
Bison priscus
Nature Human Behaviour (Javier Trueba/MSF)

Durante uma escavação perto de Madri, arqueólogos desenterraram fósseis que mostram que alguns grupos neandertais acumularam crânios de animais. Bem, o que isso significa?

De acordo com o artigo publicado na Nature Human Behavior na quinta-feira, 26 de janeiro de 2023, os fósseis em questão foram desenterrados em uma galeria de cavernas em Pinilla del Valle, cerca de 70 km ao norte de Madri. Os autores do artigo disseram que as descobertas mostram que alguns grupos neandertais tinham a prática de acumular crânios de animais.1

Os arqueólogos acreditam que, devido à escassez de ossos e dentes pós-cranianos encontrados na caverna, os animais se desintegraram fora da caverna e os crânios foram posteriormente trazidos para dentro da caverna.

Descobertas interessantes desenterradas na Espanha mostram que alguns neandertais acumularam crânios de animais
Osso craniano (Stephanorhinus hemitoechus)
Nature Human Behaviour (Mario Torquemada/MAPCM)

Embora se saiba que algumas tribos de Homo sapiens que viviam da caça e coleta tinham tradições como a acumulação de crânios por várias razões, os neandertais não eram conhecidos por terem práticas semelhantes, com exceção de alguns exemplos controversos.

A Origem da Arte e os Primeiros Exemplos de Arte Paleolítica

Os autores do artigo estimam que os achados são troféus de caça e os associam ao simbolismo neandertal. Portanto, isso apóia as teorias de que os neandertais tinham a capacidade de pensar simbolicamente como os humanos modernos.

João Zilhão, Professor Investigador da Universidade de Lisboa, afirmou num e-mail a ULUKAYIN que não é algo que careça de demonstração:

“A capacidade dos neandertais para o pensamento simbólico não é algo que precise de demonstração. É um fato demonstrado ao longo dos últimos 25 anos que inúmeras descobertas e estudos, nomeadamente os relativos a serem os primeiros pintores de cavernas.”

Restos de fauna

Os arqueólogos afirmaram ter encontrado um total de 2.265 restos de fauna com mais de 2 cm de comprimento no Nível 3, que investigaram. Além disso, eles notaram que alguns dos ossos eram pretos porque foram expostos ao fogo.

Algumas análises foram feitas para datar os ossos do Nível 3, mas sem resultados. No entanto, uma amostra de carvão do Nível 2 foi encontrada com aproximadamente 43 mil anos de idade. Com base nisso, acredita-se que as amostras do nível 3 tenham pelo menos 43 mil anos.

A maioria das amostras de ossos examinadas foram identificadas como bisão-da-estepe (Bison priscus), auroque (Bos primigenius), veado-vermelho (Cervus elaphus), cavalo-selvagem (Equus ferus), gato-selvagem (Felis silvestris) e leão-das-cavernas (Panthera spelaea). A maioria dos restos cranianos pertence a espécies com apêndices cranianos (chifres e galhadas).

Descobertas interessantes desenterradas na Espanha mostram que alguns neandertais acumularam crânios de animais
Bigorna de gnaisse ©️CC BY-SA 4.0
Nature Human Behaviour

Os arqueólogos também encontraram bigornas, martelos, lascas e ferramentas pertencentes à indústria musteriana no local da escavação.



  1. Baquedano, E., Arsuaga, J.L., Pérez-González, A. et al. A symbolic Neanderthal accumulation of large herbivore crania, Nature Human Behaviour, 2023^
Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments